VIDA: PORQUE TODO DIA IMPORTA!

A maioria de nós nunca se dará conta das coisas como elas realmente são. Talvez, porque julguemos ter algo mais importante para fazer, dizemos. Muito embora, é latente em nossa mente, que a maior certeza nesta vida e de que ao nascermos (existimos) e que isso é finito (morreremos), certamente. Contudo, o que mais nos causa medo e insegurança, não está associado a essa inexorável verdade de (vida e morte), mas o fato de esquecermos  da importância que isso tem, em tudo que fazemos no dia a dia.

Certa vez, um de menino 8 anos no Tibete, disse: “Não devo pensar que tenho medo, assim meu coração será mais forte, se pensar que vou cair com certeza cairei”. Isso me marcou profundamente. — Aquele garoto caminhava numa escarpada e congelante montanha, seus pequenos pés deixavam marcas na neve branca daquela encosta íngreme, tinha uma expressão determinada, dava para ver naqueles pequenos olhos negros no rostinho inchado de caxumba, carregava uma mochila, que vez a outra se desequilibrava e quase caia. Mas continuou.

Nesta reflexão, buscaremos pensar no sentido da vida. Hoje pela manhã me deparei com um conceito interessante, do também garoto de 8 anos de nome Bernardo: “A vida como um vídeo games, o boneco do jogo (morre), mas o (jogo) continua, a única coisa que o (jogo) não fazer é pausar-se, para isso precisa do jogador”. O que isso nos ensina?  — a ver as coisas sobre outra perspectiva, que não essa de olharmos somente para nossos umbigos, ou a poucos palmos de mão a nossa frente.

Trata-se, portanto, de perceber tudo na vida muito além do que os nossos cinco sentimos nos mostram. Ou seja, essa realidade física. — o que pensamos ser tudo,  representa apenas a menor parte. — se a nossa existência fosse um “iceberg”,  o que vemos é apenas o que está sobre água, menos de 10% do todo.

Assim, devemos, rever nossos medos e insegurança sobre o que e como fazemos no tempo que nos resta nesse plano. Sobretudo nos conscientizando de quão maravilhoso é a experiência no plano físico,  assim como,  do quanto é efêmero esse mundo em que vivemos. Visto, que a maior parte da nossa existência não é o corpo físico e tudo que nos cerca, e sim a nossa alma imortal, sendo esta o jogador e a nossa a vida terrena apenas (o boneco do jogo). ©Elizeu NVL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.