CONFLITO: ALEGRIA E TRISTEZA

Queiramos admitir ou não, o fato é que a nossa vida é cheia de emoções extremas: com momentos alegras, ora com muita tristeza, e há ainda, aqueles confusos. Pois, pela incompreensão da realidade e por cultuarmos a ideia utópica de felicidade permanente é que ocorre há este descompasso, que termina nos sentirmos mais infelizes que felizes.

Julgo que por conta disso, muitos de nos se perdem na jornada da vida por justamente não suportarem a realidade tal como ela é, e acabam por sucumbirem às vicissitudes: vícios, violência e para alguns até perda do sentido da própria existência.

Como sempre faço aqui, não tenho a pretensão de responder tudo a ponto de esgotar o assunto, no entanto, convido para fazer uma reflexão, com viés empírico: prático,  pelas próprias experiências.

Recentemente fui questionado pelo fato de ter deixado a religiosidade… É muito simples! Foi porque não quero mais terceirizar as minhas responsabilidades, quais sejam? Aquelas que decorrem das minhas escolhas e o retorno que a lei da causa e efeito me destinará.

Ademais, ocorre que estamos sempre esperando que alguém arrume a nossa “bagunça”, ou seja, nos perdoe, nos provenha de tudo, ajeite a nossa vida e garanta a nossa felicidade. Entretanto, não queremos ter a responsabilidade por nossas escolhas: ações e omissões.

Além disso, sempre esperamos que algo que não controlamos, ou seja, o mundo fora de nós (parte externa) atenda os nossos anseios. Deixamos de lado, a única parte que podemos controlar, que é o nosso interior: a nossa percepção da realidade de forma inflexível.

Por fim, a nossa insatisfação decorre na maioria das vezes, porque desejamos que o mundo em volta corresponda aos nossos desejos e esperanças, quando é notório, que, se mudássemos a nossa percepção da realidade, poderíamos certamente viver mais momentos felizes que os tristes. © Elizeu NVL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.