REFLEXÃO: O SEU DIA ESTÁ COMO FOI O ANTERIOR?

Como geralmente faço todos os dias no raiar da manhã, cruzo a rua para ir beber primeiro “cafezinho” na padaria em frente. Um fato curioso, é que cada manhã é diferente das demais. Outro dia, comecei perceber esse fenômeno que aguçou a minha curiosidade. Como isso é possível, se executando uma rotina tão simples todo dia, ocorram situações de maneira tão singular?

Vale uma breve reflexão: o que torna uma aparente rotina para um sem número de pessoas e para outras é sempre um novo dia?

Partimos do princípio de que todas as coisas que realmente nos tocam, sobretudo, profundamente, provocando sensações, despertando emoções e até nos fazendo esquecer de que estamos em uma rotina diária, só pode vir da parte mais nobre de nós, provem de dentro de nós, da nossa alma imortal.

Porquanto, se não sentirmos de tal maneira, é muito provavelmente porque estamos vivendo os nossos dias mecanicamente, ou seja, apenas como um ser de matéria, aquele que só compreende, responde, ou sente segundo os seus cinco sentidos lhe permite sentir.

Por fim, você aparentemente pode até se sentir saudável, alegre, descansado, etc., mas se vê que o seu dia se parece com o dia anterior, acredite, não está vivendo de verdade. Porque, viver e sentir tudo apenas pelos cinco sentidos é muito diferente de estar vivo plenamente sem rotinas.